About ALID

  • Home
  • History Of Daman

About ALID

OBJECTIVOS

Formado em 02 de Fevereiro de 1972, por um grupo de membros que então constituíam o Grupo Coral de Português de Damão Pequeno com o âmbito em promover, proteger, continuar e disseminar a língua e a cultura portuguesa em Damão, nomeadamente nos serviços religiosos que por falta dum Mestre do Coro se fêz sentir, foi esta cada vez ampliada no sentido de cobrir a população de Damão Pequeno e mais tarde estendeu-se por todo o território Damanense pelo facto de que com a saída dos Portuguesas os seus naturais ficaram repentinamente deprivados e confundidos com a invasão e a imposição de usos, costumes alheios à população local. A língua Portuguesa sentiu-se sufocado e quáse eliminado pela introdução de novos ritos ingleses e até vernacular em certo sentido. A indentidade do povo sentiu-se infringida e até invadida. Tornou-se necessário criar ambientes mais conducivo para a sua continuação e deste modo o escôpo da nova Associação ficou obrigado em cobrir essas deficiências com ideias intuitivas e inovativas. Procedeu-se em organizar várias festas de variedades em que a língua portuguesa e cultura era extensivamente exposta, com que atraiu os locais na mais íntima participação. Iniciaram as festas carnavalescas em que vários grupos participaram e tornaram uma fase muito importante na exposição da cultura Luso-Indiana em Damão que atingiu o auge na décda dos oitenta até que interesses egoístas e pecuniários de certos semearam descontentamento e no fim recusaram nessa participação. A Associação visa primáriamente:-

• Proteger e preserverar a herança cultural indo-portuguesa inculcado na população nativa de Damão    na sua forma multicomunal e tradicional
• Desenvolver e encorajar a língua portuguesa tal como falada pelos Damanenses
• Produzir e promover danças, récitas expondo míriadas de actividades inculcados pelos antepassados    no povo Damanense
• Propmover e desenvolver músicas tradicionais de folklore, artes, música religiosa, cantos e fomentar    grupos musicais e coros religiosos
• Ajudar e fomentar jogos, desportos, actividades educativas e sociais
• Promover e organizar excursões, visitas e interacções entre os membros da comunidade
• Subscrever e co-operar com outras organizações similares, associativismo, clubes, sociedades e    organizações reconhecidas
• Estabelecer contactos, interaccões e intercâmbio entre os Damanenses nativos estabelecidos no    estrangeiro com contactos pessoais ou através dos orgãos associativos
• Promover, disseminar e circular informações sôbre desenvolvimentos e progressos do folclore     portuguesa dos Damanenses entre os povos da lingua portuguesa em diversos paises do mundo
• fazer e promover todas as coisas que sejam ordenados pelo Conselho Executivo/Administrativo     independentemente ou em conjunção com outros orgãos associativismos


ACTIVIDADES

Em 1983 e à pedido do LION'S CLUB de DAMÃO no seu VIto. LEO CONFERENCE que teve lugar em Damão em 28 de Janeiro de 1983 a Associação promoveu uma apresentação de Danças Ocidentais e Populares Portuguesas de VIRA, um corridinho e uma valsa – o canto de surumbai - NO INVERNO RIGOROSO. Também foi apresentado a peça musical – O VILÃO DE MOGARÁ aos delegados internacionais desta conferência que foi muito apreciado.

O Colector e o Conservador Distrital cum Chefe dos Serviços Notariais de Damão emitiu o CERTIFICADO DE REGISTO sob Regulamento Nº 5 do Estatuto dos Registos das Sociedades, de 1860, Acto Central Nº 21 de 1860 sob Nº 5/95 em 20 de Março de 1995 legalizando o estatuto da Associação.

O Senhor Doutor António Tânger Correa através do Ofício Nº 0659 95/DC de 22 de Maio de 1995 manifestou a sua alegria na criação da Associação Luso-Indiana Damanense e inscreveu a Associação no Consulado Geral de Goa e enviou os respectivos estatutos e lista dos corpos gerentes para constar na Lista Nacional em Lisboa, assegurando toda a sua colaboração e do Consulado Geral para execução de projectos que tenham objectivo aproximar os dois povos para um melhor conhecimento mútuo.

Mais tarde iniciaram as competições do presépio e assim subiu até o ponto das competições interparoquiais que foram ainda involvidos pelo Departamento do Turismo nas celebrações do Natal da Administração local. Mas com as mudanças dos Administradores, mudaram as percepções e assim também os programas tiveram uma curta existência.

No ano de 2000
Em 07 de Fevereiro de 2000, visitou Damão o último Governador Português sido de Damão ANTÓNIO JOSÉ DA COSTA PINTO, que defendeu este território com uma força de 500 soldados e lutou renhidamente por 36 horas, até que ferido e à pedido da população viu-se obrigado em render às forças invasoras sob o Comando do General Bhonsule, que lhe louvou a sua bravura e saudou pela temeridade que teve em enfrentar com uma força minúscula no espaço limitado e sem meios de comunicação, contra as forças muito mais numerosas, com suportes balísticos, bombardeamento aéreos e navais e atacados por todos os lados. A Associação organizou um programa de variedades e um jantar de convívio em que Damanenses participaram no Hotel Miramar. Deixou uma mensagem:

Caros amigos e irmãos, Sim, irmãos porque nós portugueses desde então, sempre desde os descobrimentos feito em serviço duma nação pequena, em igualdade pela actual ida ao espaço pelas nações poderosas, viemos dizer-lhes como éramos fraternos e vinhamos trazer às nações que tinha-mos no universo, atraves da Escola de Sagres e receber ensinamentos das vossas civilizações e também preciosas saberes.

Tive a felicidade de ser um português que conviveu com o povo Damanense de todas as religiões e especialmente com àqueles que nas suas ascendências tem nomes portugueses e a são convivência com toda a população de credos diferentes e prestando uma vida harmoniosa.

Fui o último Governador deste Distrito e senti-me como militar exercer o meu mister, e orgulho-me de ter conseguido na companhia de outros portugueses e elementos desta terra saber cumprir até ao limite a nossa missão. Eu vim em romagem de saudade pela possibilidade de contactar com os antigos amigos, ficando hoje maravilhado com o espírito de então, mas o que mais me comoveu foi ver a nova geração manter as tradições dos mais velhos. Bem hajam.

Desejo-lhes do coração dum velho, as maiores venturas e a continuação dessa alegria e ligações ao povo de Damão. Nada nos separa nos sentimentos e assim espero que continuam a olharmo-nos …. tudo durante todo o tempo uma vida comum e proveitosa.

Agradeço em meu nome e da minha mulher e filhos a recepção que nos prestaram e isso no fundo regozijados por ter feito longa viagem. Voltamos a casa com enorme satisfação dando a todos os Damanenses o nosso abraço e renovo para todos os votos de longa vida e felicidades.

António José da Costa Pinto.


Em 10 de Fevereiro de 2000 visitou Damão o Dr. GONZAGA PEREIRA Professor da Universidade Federal de Paraíba, Brazil que deixou esta mensagem:

Da minha visita a antiga Provincia Portuguesa de Damão, conheci uma pessoa muito ilustre, não sómente pela sua inteligência mas também pelo seu interesse em deixar para os outros as memórias do passado.

Ào amigo Victor com admiração e carinho,
Gonzaga Pereira

Rua Pres. Costa e Silva, 561,
58107-050 Campina Grande, PB
BRAZIL

Em 29 de Fevereiro de 2000 a Associação em colaboração com Fundação Oriente estreou o GRUPO DE FADOS DE COIMBRA, DO CHOUPAL À LAPA de Carlos Costa em Damão no campo do Instituto de Nossa Senhora da Fátima em Praça sôbre o tema A CULTURA É UMA HERANÇA PRIVILIGIADA QUE SE DEVE NUTRIR E CUIDAR COM CARINHO. Deixou uma messagem em 14 de Setembro 2000 :-

Estimados e queridos irmãos Damanenses, embora um pouco tarde por razóes profissionais cá estou a dar notícias minhas e dos meus amigos.

Não mais esqueceremos a vossa simpática hospitalidade, o sentirmo-nos como na nossa própria casa, foi muito boa para todo o grupo a vossa amizade. A forma como fomos recebidos pelo Exmº Senhor Doutor Victor, Senhor Mendonça e esposa em sua casa sendo oferecido um belo almoço por este simpatico casal ao grupo de fados, foi um momento alto nas nossas vidas.


Recebi com alegria a vossa linda “Chronicle”, ficamos muito gratos e ficará para o nosso album de recordações. Obrigado. Carlos Costa.

Rua Marques de Sá, Nº 3, Soutelo,
4435 RIO TINTO
Tel. 489 56 39

durante a visita do Sr. Doutor MANUEL PORTO Director da Faculdade do Direito da Universidade de Coimbra, A Associação em colaboração com a Ordem dos Advogados de Damão, organizou um SYMPOSIUM sôbre a UNIÃO EUROPEIA E A LEI que teve lugar no Edificio do Tribunal Judicial na Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2000 pelas 17.30 horas.

Em 06 de Agôsto de 2000 foi feito público a Circular da Fundação Oriente sôbre Bolsas de Estudo em que candidataram-se oito candidatos. Tendo feito insistência e reforçado o pedido de Bolsa de Estudo do Sr. Orlando de Miranda em 03 de Novembro de 2000 com a Fundação Oriente, Ofício de 14 de Novembro de 2000 e a Procuradoria Geral de República vide Ofício Nº 14823 de 23.10.2000 que prometeu proporcionar a pertinente orientação.

Distribuição de prémios para estudantes com altas classificações na disciplina de Português no Salão Paroquial de Damão Grande em 06 de Agôsto de 2000 pela Secretária do Departamento de Educação D. Ranjana Deswal, IAS.

14 de Agôsto de 2000 refôrço e insistência da candidatura de Maria Antónia de Noronha, Professora da Disciplina de Corte e Costura (Metodologia Vocacional) do Instituto Técnico desta Administração.

24 de Agôsto de 2000 Espectáculo do Grupo EKVATT – Grupo de Músicas e Danças de Goa no Centro Paroquial de Damão Grande

No ano de 2001 em Novembro entre os dias 19 à 22 a Associação Luso-Indiana Damanense em colaboração com a Administração de Damão e Diu e a Ordem dos Advogados de Damão e Diu, sob os aupícios da Fundação Oriente convidou o Ex-Solicitador Geral Adicional da India e ex-Advogado Geral do Estado de Goa, e Trustee Centro dos Estudos Indo-Portugueses do Vaikunthrao Dempo, Dr. Manohar Sinai Usgãocar numa conferência sôbre os MÉRITOS E DEMÉRITOS DAS LEIS PORTUGUESES EM FORÇA EM DAMÃO E DIU em que participaram os Advogados do Território e oficiais da Administração de Damão e Diu. A Conferência durou quatro dias divididas em duas sessões ào dia e foi bem concorrida despertando imenso interesse.